Por que nossos cachorros morrem tão jovens?

2 set, 2016

Por que nossos cachorros morrem tão jovens?

add-sad-dog

Se você têm a minha idade, uns trinta e tantos, vai se lembrar de quando ouvíamos falar de cachorros que viviam entre 18 e 20 anos ou até mesmo você conheceu um cachorro que viveu este tanto. Hoje já não é mais assim.

Desde de sempre eu tive cachorros, meu pai e avô sempre tiveram cachorros. Na minha família cachorro é família e perde-los é perder alguém que amamos muito.

Meu vô tinha um Dachshund chamado Tuíte (não, não tem nada a ver com o twitter). Tuíte foi o cachorro mais serelepe que conheci. Passar as férias com Tuíte era diversão garantida e nesta época ele já não era tão moço. Quando eu nasci o Tuíte tinha uns 8 anos. Corremos e brincamos até ele falecer aos 22 anos.

Já em casa meus cachorros não viviam tanto. Dum-Dum, meu Pointer Inglês faleceu aos 6 anos na sua 4o cirurgia para tirar um 4o tumor. Valente, meu Cocker Spaniel Inglês 7 anos, faleceu depois de três tumores e várias alergias. Bandit, meu Beagle de 5 anos faleceu com tumor no baço.

Expectativa de Vida

Hoje um cachorro que passa dos 10 anos é um sortudo. Mas por quê nossos cachorros morrem tão jovens? Qual a diferença entre nossos cachorros hoje e o Tuíte?

MAGGIEa cachorrinha mais velha do mundo

Passado muitos anos conheci a história da Maggie, um pastor australiano que viveu mais de 30 anos em uma fazenda na Austrália. Em uma entrevista seu dono, Brian McLaren, contou que ela se exercitava muito correndo cerca de 20km todos os dias pela fazenda. Maggie teve filhotinhos até os 14 anos! E continuou muito ativa até dois dias antes de falecer tranquilamente aos 30.

Brian & Maggie (1)

Sejamos lógicos, se você quer ser rico você vai perguntar a um milionário como ficar rico e não ao maluco do bar que sonha com a riqueza. Então, se você quer que o seu cachorro viva muito é bom perguntar para quem teve um cachorro que viveu muito, certo?

E foi exatamente isso que eu fiz.

Minha Busca segredos dos super-dogs

Perguntei ao meu avô como o Tuíte viveu tanto. Ele acreditava que era a dieta, me disse que não dava nada industrializado e que o Tuíte só comia a comidinha natural que ele mesmo fazia. Não eram restos de comida, mas algo especial feito só para ele.

A receita:

  • Músculo bovino (que meu vô moía)
  • Arroz
  • Couve
  • Cenoura
  • Amor.

prots-carbs-vegies (1)

Em termos nutricionais: 35% Proteínas + 35% Carboidratos + 30% Vegetais.

Ainda na entrevista, Brian conta que Maggie comia tudo natural, carnes, vegetais e leite da própria fazenda! E por muitas vezes (isso pode parecer meio nojento) até a placenta das vacas que tinham filhotes. 

A Ciência! conheça Long Live Pet & KETOPET

Ok! Tudo isso é muito bonito, mas cadê a ciência? Fui a trás da ciência também. Para não ficar muito chato vou compartilhar aqui apenas dois exemplos, existem vários outros no meu blog que você pode consultar depois.

Long Living Pets

2

Long Living Pets é o mais longo estudo de observação (30 anos) que relaciona longevidade e dieta feito até hoje. O pesquisador norueguês Thomas Samberg, líder do projeto, que observa mais de 7000 pets compartilhou conosco 16 anos de sua pesquisa que mostra como uma mudança alimentar pode dobrar a expectativa de vida de nossos pets.

KETOPET

1-2

Especificamente sobre o câncer eu achei a Epigenix Foundation, líder mundial em pesquisas sobre a correlação entre câncer, longevidade, dieta e estilo de vida. Esta fundação financia o projeto KETOPET, que vai muito além de um hospital para cães diagnosticados com câncer.  

Usando um scaner de tomografia computadorizada, que consegue medir todo o clico de vida do câncer, aliado a uma dieta metabólica 100% natural, KETOPET tem conseguido: desacelerar, parar e reverter o câncer. Sim, isso mesmo, você leu certo: reverter o câncer.

Concluindoabsolutamente nada além do óbvio

A conclusão é ridiculamente obvia não é? Comer bem, faz bem e prolonga a vida. E por que seria diferente para nossos cachorros?

Temos que fazer a nossa parte, nós podemos escolher comer saudável ou nos entupir de fast food, nossos pets não. Então, como para nossos filhos pequenos, precisamos escolher o melhor para eles também.
 

Dê uma olhada aqui em baixo e reflita.

1-3 2-2
Se você curtiu este post, deixe um comentário, mas principalmente compartilhe e ajude outras pessoas a se conscientizarem de que cachorros também precisam de uma alimentação saudável.

Lio Volino

Green Buddy Founder & Blogger. Formado pela UFMG e FGV, mora em São Paulo/SP, ama cachorros, gatos e ornitorrincos. Cansado de perder seus cachorros para o câncer decidiu fazer alguma coisa a respeito.

6 comments

  1. Mas não entendo,ração não é a melhor alimentação!? A minha ilhasa-apso tem 4 a ninhos, desde que nasceu come ração,legumes e frutas sem acidez! Acho que ela tem uma alimentação saudável!

    • Olá Ana Lúcia,

      Sem dúvidas, sua cachorrinha é mais saudável do que a maior parte dos cães que só comem ração. Só pelo fato de você incluir vegetais e frutas na dieta já reduz muito o risco de câncer.

      Mas infelizmente ração esta longe de ser a melhor opção para nossos cachorros. Aqui no Brasil, esta coisa de que cachorro só pode comer ração vem sendo desmistificada há mais de 10 anos. Como você pode ver no post existem sérios estudos mostrando que cachorros, no mundo todo, podem viver muito mais e melhor comendo uma alimentação natural. E faz todo sentido, se você come bem, você se sente bem. Assim como nós, cachorros são o que eles comem.

      Dê uma olhada neste artigo: https://www.greenbuddy.com.br/5-fatos-assustadores-sobre-o-que-o-seu-cachorro-anda-comendo/

      E quando você tiver um tempinho visite e leia alguns artigos deste site: http://www.cachorroverde.com.br

      Pesquiso sobre alimentação e bem estar animal há anos. Tenho ficado assustado com a diminuição tão brusca da expectativa de vida dos nossos cachorros de uns 20 anos pra cá. O que deveria ser o contrário já que existem tantas rações com “tudo” que eles precisam.

      Estou preparando um artigo para esta semana que vai falar sobre câncer e alimentação. Cadastre-se aqui no site e enviaremos sempre as novidades e artigos interessantes.

      Abraços,
      Lio Volino

  2. Rosana de Souza Lopes Salomão
    says:

    Amei o assunto do que estamos dando para os nossos cães, minha mãe sempre falou em dar comida caseira mas a dúvida é será que a comida caseira é o suficiente para alimentar um cão? Será que realmente está saudável. E também é comodo dar ração, não sei pq os fabricantes não fazem de verdade uma ração saudável, acredito que daria para fazer. Mas é o tal negócio chamado na minha opinião uma máfia que existe por de tras disso pois cachorro saudável não enche o bolso dos Veterinários que em parte investiram nos estudos e que precisam de um retorno financeiro. Mas mesmo assim nós consumidores precisamos ser racionais e tentar dar uma comida realmente saudável para os nossos amigos.
    Meus próximos cães comerão comida feita em casa e ração nunca mais.

    • Rosana, o que eu acho engraçado é que se levarmos nosso filho ao pediatra e cara nos indicar “Papinhas Processadas Chernobyl” e que vegetais frescos não irão fazer bem, agente sai correndo e diz pra todo mundo que o ele pirou. Na minha opinião, ração só é bom pra quem vende.

  3. Lio, e como vc tempera essa comida?

    • Oi Ana! Nada além de óleo de girassol, alecrim e salsinha. Mas existem várias ervas legais que podemos introduzir na alimentação deles. Estou até escrevendo um post sobre isso. Cadastre-se no nosso site ou curta e acompanhe nossa página no Facebook, você sempre vai ficar por dentro quando postarmos!

      Dá uma olhadinha na pagina https://www.greenbuddy.com.br/alimentacao-natural lá você encontra tudo que tem na nossa AN.

Leave a Reply

*